Projeto Kamyaran propõe novo conceito de escola voltada para a cidade

Escrito por Dima Stouhi | Traduzido por Camilla Sbeghen

 

A cidade curda de Kamyaran – localizada na fronteira entre Curdistão e o Irã – é uma cidade em desenvolvimento que sofreu um terremoto devastador há alguns anos. Ela está situada em um distrito privado de instalações modernas com a maior parte da renda dos residentes adquirida com o transporte de produtos através da fronteira comum com o Iraque e a Turquia. Os investidores da região enfrentam vários desafios, um dos quais é a quantidade de projetos necessários para melhorar o status da cidade.

Em vez de projetar duas edificações diferentes em dois locais separados, o CAAT Studio propôs a Kamyaran Escola-Cidade, um novo conceito que funde uma escola primária e um espaço público em uma grande instalação que visa melhorar a vida social e cultural de seus moradores.

© CAAT Studio

Na primeira metade do dia, o projeto funciona como uma escola, com um pátio e um playground para os alunos, separados da cidade por um limiar. Na segunda metade do dia, o pátio serve como um espaço para reuniões de empresários locais, um lugar para cerimônias ou um parque público aberto a todos os moradores.

© CAAT Studio

CAAT Studio desenvolveu o layout do projeto de uma maneira que, à medida que as pessoas passam da escola para o muro adjacente, os usos passam de educacionais para públicos. As salas de aula teóricas e práticas estão localizadas na parte posterior do terreno. A área central inclui um laboratório, oficinas, bibliotecas e uma sala de informática. Em direção à entrada, estão localizados espaços públicos, como o anfiteatro e a academia.

© CAAT Studio

© CAAT Studio

Espera-se que a proposta reduza os custos e a taxa de ocupação do terreno, além de transformar o projeto de uma função temporária, que fica ativa apenas meio dia, para um espaço urbano vibrante e dinâmico.

© CAAT Studio

 
 

Disponível em: www.archdaily.com.br/br/926159. Acesso em: 28/01/2020.

 

Share your thoughts