Lezza Soho | Zaha Hadid

A construção, que ainda está em andamento,é um arranha-céu de 207 metros projetado por Zaha Hadid Architects em Pequim, que contará com um enorme átrio torcido que se espera que seja o mais alto do mundo.

Localizado no distrito financeiro de Lize – um novo centro comercial, residencial e de transporte no sudoeste de Pequim – o Leeza Soho, de 46 andares, contará com uma mistura de escritórios e lojas.

Projetado por Zaha Hadid antes de sua morte no ano passado, o arranha-céu – que já tem 20 andares de altura – está posicionado acima de um par de linhas de metrô que dividem diagonalmente o lugar.

A torre é dividida em duas metades pelo metrô e conectada por um enorme átrio central. À medida que ele sobe, o átrio gira a 45 graus para orientar os andares superiores com o eixo Leste-Oeste da Lize Road – uma das principais ruas do oeste de Pequim.

Uma vez concluído, o vazio de 190 metros de altura deverá ser o mais alto do mundo – um título atualmente detido pelo hotel Burj Al Arab em Dubai.

A forma do átrio cria aberturas convexas que correm para ambos os lados da torre para permitir muita luz natural e vistas da cidade a partir do centro de cada andar.As passarelas irão cruzar a cavidade em diferentes níveis, enquanto uma fachada de vidro reveste as duas metades da torre em um único envelope coeso.

A vidraça será de isolamento duplo e, à medida que cada vidro de cada painel avança, é inclinado para auxiliar a ventilação. A intenção é ajudar a manter um clima interior confortável nas condições climáticas de Pequim, que varia de extremos de calor e frio.Um espaço público que se conecta com o intercâmbio abaixo ocupará o átrio no nível mais baixo, levando à praça pública que rodeia a torre.

Haverá também espaço para estacionar 2,680 bicicletas além de vestiários para banho com armários. Espaços dedicados para o carregamento de carros elétricos ou híbridos estão localizados abaixo do solo.A construção da LeezaSoho atingirá sua altura total de 207 metros em setembro deste ano, com a conclusão da torre prevista para o final de 2018.

A torre é o último de quatro projetos que a ZahaHadidArchitects projetou para o desenvolvedor Soho China, incluindo outros dois em Pequim.O edifício Galaxy Soho é composto por quatro estruturas principais em forma de cúpula, enquanto o complexo comercial WangjingSoho apresenta três torres em forma de cristal, localizadas a meio caminho entre o Aeroporto Capital de Pequim e a cidade.

“A China atrai os melhores talentos de todo o mundo”, explicou o presidente-executivo da Soho China, Zhang Xin. “É importante trabalhar com arquitetos que entendem o que a próxima geração precisa, conectando comunidades e tradições com novas tecnologias e inovações para abraçar o futuro”.

ZahaHadidArchitects visa manter o consumo de energia e as emissões reduzidas, implementando sistemas baseados em condições ambientais em tempo real.

LeezaSoho é um dos mais de 30 projetos em desenvolvimento pela ZHA no momento da morte de sua fundadora ZahaHadid no início deste ano.

O ex-parceiro de Hadid, Patrik Schumacher, agora está liderando o estúdio, que recentemente completou uma nova sede para a Autoridade Portuária de Antuérpia e está dando os últimos retoques a um par de arranha-céus em Nanjing.

Disponível:https://www.dezeen.com/2017/02/16/leeza-soho-zaha-hadid-architects-beijing-tower-worlds-largest-atrium-architecture-china.Acesso em: 09/08/2017.

Local: Beijing, China

Share your thoughts