Hotel Oasia Downtown / WOHA

Descrição enviada pela equipe de projeto. Uma verdejante torre no coração do Distrito de Negócios de Singapura (CBD), o Hotel Oasia Downtown é um protótipo de diversificação do uso do solo para os trópicos urbanos. Diferente dos típicos arranha-céus ocidentais, esta “torre residencial tropical” oferece uma imagem alternativa à tecnologia construtiva do gênero.

 

© K. Kopter

Em resposta ao programa composto de escritórios e hotel, os arquitetos criaram uma série de diferentes estratos, cada um com seu próprio jardim elevado. Esses pavimentos com níveis adicionais permitem generosas áreas públicas para lazer e interação social ao longo do edifício, apesar de sua localização em uma área central densa. 

 

© Patrick Bingham-Hall
Seção
© K. Kopter

A torre esculpe seus próprios espaços internos e vistas dinâmicas ao invés de depender das vistas externas para o interesse visual, uma vez que está em meio a diversas outras torres. Cada jardim aéreo é tratado como uma escala de varanda urbana, abrigadas superiormente pelo jardim precedente e aberto em suas laterais para criar transparência visual e volumetria. A abertura permite que as brisas circulem ao longo do edifício para maximizar ventilação cruzada. Desta maneira, as áreas públicas se tornam funcionais e confortáveis, espaços tropicais com jardins, luz natural e ar fresco ao invés de espaços internos confinados.

 

© Patrick Bingham-Hall

O paisagismo é desenvolvido como tratamento arquitetônico de superfícies e forma a maior parte da paleta de materiais do empreendimento, tanto interna como externamente. Obtendo uma proporção de área verde em relação ao terreno de 1100%, a torre é concebida como habitat de avifauna local, reintroduzindo biodiversidade no meio urbano. A quantidade de vegetação efetivamente compensa a falta de áreas verdes em 10 edifícios do entorno. O revestimento em malha de alumínio vermelho é projetado como um pano de fundo e se revela entre as 21 espécies de trepadeiras utilizadas no projeto, entre o colorido das flores e o verde das folhagens. Esta vegetação forma um mosaico com cada espécie assumindo suas condições mais adequadas de luz, sombra e vento. Ao invés de uma cobertura plana, o arranha-céu é coroado com uma abóboda tropical: Floral, diverso e vivo.

 

© K. Kopter

 

Arquitetos: WOHA
Localização: 100 Peck Seah St, Singapore
Categoria: Hotels
Área: 19.416 m2
Ano do Projeto: 2016
Fotografias: K. KopterPatrick Bingham-Hall
Fornecedores: Hansgrohe, Hemsley Holding, TMG Projects, Relex Illumination Pte Ltd, Technolite
Equipe: Wong Mun Summ, Richard Hassell, Phua Hong Wei, Bernard Lee, Kim Young Beom, Evelyn Ng, Christina Ong, Huang Yue, Larissa Tan, Chen Shunann, Iyan Mulyadi, Oscar Korintus, Victoria Meadows, Simopoulou Olympia Konstantinou, Donovan Soon, Ang Chow Hwee, Dennis Kwek
Design de Interiores: Studio Patricia Urquiola
Cliente: Far East SOHO Pte Ltd

 

Disponível em: www.archdaily.com/800878. Acesso em: 07/03/2019.

 

Share your thoughts